Publicidade

Estado de Minas RACHADINHA

Em depoimento, Flávio Bolsonaro nega vazamento de informações da PF

O empresário Paulo Marinho denunciou o suposto vazamento na Operação Furna da Onça, que investigava movimentações financeiras atípicas realizadas por Fabrício Queiróz


20/07/2020 16:28 - atualizado 20/07/2020 16:55

Uma investigação criminal apura denúncia de vazamento da operação. A denúncia foi feita por Paulo Marinho(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Uma investigação criminal apura denúncia de vazamento da operação. A denúncia foi feita por Paulo Marinho (foto: Agência Brasil/Reprodução)
A advogada Luciana Pires afirmou nesta segunda-feira (20) que o filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), negou, em depoimento, ter tomado conhecimento prévio da deflagração em 2018 da Operação Furna da Onça pela Polícia Federal.


Flávio prestou o depoimento ao procurador da República Eduardo Benones nesta segunda-feira (20). Ele foi intimado em 19 de junho e tinha 30 dias para marcar a data do depoimento.
 

Entenda  

Uma investigação criminal apura denúncia de vazamento da operação. A denúncia foi feita pelo empresário Paulo Marinho, ex-aliado do senador e do presidente. Na época, Marinho afirmou que o filho 01 de Bolsonaro foi previamente avisado sobre a operação, que trouxe à tona as movimentações atípicas nas contas de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

Queiroz trabalhou junto com Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e foi citado em um relatório do antigo Conselho de Atividades Financeiras (Coaf), o que arrastou o então deputado estadual para o centro de uma investigação criminal sobre suposto esquema de desvio de salários em seu gabinete, a chamada "rachadinha".
 
*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa


 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade