Publicidade

Estado de Minas

Mandetta alfineta governo Bolsonaro em post que fala sobre racismo e mortes por COVID-19

No post, o ex-ministro cita fala do secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, que destratou um garçom durante reunião


postado em 11/07/2020 10:10 / atualizado em 11/07/2020 10:29

Henrique Mandetta prestou solidariedade às vítimas da COVID-19 e do racismo no Brasil(foto: Nelson Almeida/AFP)
Henrique Mandetta prestou solidariedade às vítimas da COVID-19 e do racismo no Brasil (foto: Nelson Almeida/AFP)

O ex-ministro da saúde Henrique Mandetta usou as redes sociais para se solidarizar com vítimas da COVID-19 e do racismo no Brasil. Em um mesmo post, publicado na manhã deste sábado, ele abordou os dois assuntos, em uma clara alfinetada no governo de Jair Bolsonaro.

Mandetta abriu o texto destacando o número de brasileiros que já morreram em decorrência do novo coronavírus: "Mais de 70.000 vidas perdidas."

O Brasil ultrapassou nesta sexta-feira a marca de 70 mil mortes pela COVID-19. De acordo com dados do Ministério da Saúde, os óbitos confirmados chegaram a 70.398. O único outro país do mundo a passar de 70 mil mortes foram os Estados Unidos.

Na sequência, o ex-ministro citou a fala do secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco: "Sai daí. Eu disse não. O que você não entendeu?".

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, Franco é flagrado destratando o garçom que servia água e café durante uma reunião remota do Conselho Nacional de Saúde (CNS) sobre as estratégias de combate ao novo coronavírus, na manhã desta sexta-feira.

Coronel da reserva, Franco ocupa a segunda posição na hierarquia do Ministério da Saúde que, há quase dois meses, é comandado interinamente pelo general do Exército Eduardo Pazuello.

Por fim, Mandetta prestou solidariedade às vítimas da COVID-19 e do racismo no Brasil e concluiu o texto apelando para a religiosidade: "Oremos".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade