Publicidade

Estado de Minas STF

Dias Toffoli manda Lava-Jato compartilhar todos os dados com a PGR

Essa decisão representa uma importante derrota para os investigadores na primeira instância


postado em 09/07/2020 17:46 / atualizado em 09/07/2020 18:44

O ministro deu a decisão na última quarta-feira (8), a pedido feito pelo vice-procurador-geral da República Humberto Jacques de Medeiros(foto: Agência Brasil/Reprodução)
O ministro deu a decisão na última quarta-feira (8), a pedido feito pelo vice-procurador-geral da República Humberto Jacques de Medeiros (foto: Agência Brasil/Reprodução)
O ministro Dias Toffoli, presidente  Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Lava-Jato envie à Procuradoria-Geral da República (PGR) todos os dados de investigações já colhidos pela operação. A ordem vale para as forças-tarefas de Curitiba, do Rio de Janeiro e de São Paulo.
 
O ministro tomou a decisão na última quarta-feira (8), a pedido do vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, número 2 de Augusto Aras, que relatou ao Supremo ter enfrentado “resistência ao compartilhamento e à supervisão de informações” dos procuradores da República.  

De acordo com a procuradoria-geral, há suspeita de que a Lava-Jato estaria burlando a lei para investigar o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, que têm foro privilegiado e deveriam ter eventuais suspeitas submetidas à análise da Corte.

Entenda

No final do mês de junho, a coordenadora da Lava-Jato na PGR, Lindôra Araujo, visitou Curitiba e cobrou os dados. Ela afirmou que queria “informações globais sobre o atual estágio das investigações e o acervo da força-tarefa, para solucionar eventuais passivos”.
 
*Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade