Publicidade

Estado de Minas MANIFESTAÇÕES

Sergio Moro: 'Deveríamos estar discutindo questões de 2020, não temas da época da Guerra Fria'

Ex-ministro afirma que manifestações pela democracia são positivas, mas devem eliminar os atos de violência e vandalismo


04/06/2020 15:32 - atualizado 04/06/2020 15:50

(foto: Reprodução/Agencia Brasil)
(foto: Reprodução/Agencia Brasil)
O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta quinta-feira (4) que o  “populismo autoritário” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) levam à necessidade de lideranças políticas defenderem publicamente a democracia. 
 

"A responsabilidade pela anomalia que é a necessidade de defender publicamente a democracia hoje é do presidente, e não da reação"

Sergio Moro

 

Para Moro, movimentos em prol da democracia são positivos, mas devem  eliminar a violência ou vandalismo. “Deveríamos estar discutindo questões de 2020: saúde, educação, segurança, emprego, não temas da época da Guerra Fria ”, disse. 

O ex-ministro ainda citou em entrevist,a ao Estadão, o impacto negativo das falas de Bolsonaro sobre as Forças Armadas Brasileiras. “É constrangedor vê-las (as Forças Armadas) também tendo a necessidade de reafirmar continuamente seu compromisso com a democracia e de refutar os chamados autoritários do presidente e de seus aliados.”
 
*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade