Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Homem não consegue sequestrar a ex-mulher, leva a ex-cunhada e é preso

A mulher estava amarrada com uma corda no banco traseiro do veículo. Durante blitz da Polícia Rodoviária Federal, agentes desconfiaram do suspeito e encontraram a vítima


postado em 01/06/2020 18:48 / atualizado em 01/06/2020 19:06

Policiais encontraram a vítima amarrada no banco de trás durante blitz em Planaltina-DF(foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)
Policiais encontraram a vítima amarrada no banco de trás durante blitz em Planaltina-DF (foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) resgatou, na madrugada deste domingo (31/5), uma mulher vítima de um sequestro organizado pelo ex-cunhado na BR-020, em Planaltina (DF). A jovem de 23 anos estava amarrada com uma corda no banco traseiro do veículo. 

 

O carro, um Palio branco, conduzido pelo suspeito, de 32 anos, foi parado durante uma fiscalização na área da Unidade Operacional (UOP) da PRF em Planaltina. O condutor apresentou os documentos obrigatórios e, a princípio não havia nenhuma irregularidade. No entanto, ao ser questionado se estava sozinho no veículo, o suspeito demonstrou nervosismo e afirmou que sim. 

 

Desconfiados, policiais revistaram o interior do automóvel e encontraram uma mulher amarrada com uma corda no banco traseiro. A vítima gritou por socorro e os agentes imobilizaram o rapaz. Policiais encontraram, ainda, embaixo do banco do motorista, um revólver calibre 38, com seis munições intactas e um aparelho celular desligado, sem chip. 

 

O homem foi preso em flagrante por sequestro, cárcere privado e porte ilegal de arma de fogo. A 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina) é responsável pelas investigações. Aos policiais, a jovem relatou que o suspeito era o ex-cunhado. Segundo ela, o acusado foi até sua residência, no Itapoã, para matar a irmã. Como a mulher conseguiu fugir, o homem ordenou que o marido da vítima a amarrase, colococando-a no banco traseiro do veículo.

 

Investigações apontam que o sequestrador levaria a mulher para Ibotirama (BA) a fim de garantir a fuga. “Durante o depoimento, ele permaneceu em silêncio. Supomos que ele queria levar a ex-mulher. Como ela não estava, acabou sequestrando a irmã, talvez para fazer uma troca depois”, disse o delegado-chefe da 16ª DP, Diogo Cavalcanti. 

 

Em consulta processual, verificou-se que o suspeito responde por tentativa de homicídio à outra ex-mulher. Ele foi encaminhado à Carceragem da Polícia Civil. 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade