Publicidade

Estado de Minas INQUÉRITO DAS FAKE NEWS

Bolsonaro repudia ação autorizada pelo STF que teve como alvo grupo de apoiadores do governo

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, relator da investigação


postado em 27/05/2020 23:37 / atualizado em 28/05/2020 00:06

Pelo Twitter, o presidente repudiou a ação da Polícia Federal (foto: Marcos Corrêa/PR )
Pelo Twitter, o presidente repudiou a ação da Polícia Federal (foto: Marcos Corrêa/PR )
O presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) se solidarizou, nesta quarta-feira (27), com apoiadores do governo que foram alvo da Polícia Federal (PF) na investigação que apura origens de 'fake news' com ameaças e ofensas ao Supremo Tribunal Federal (STF). Pelo Twitter, o presidente repudiou a ação: “Ver cidadãos de bem terem seus lares invadidos, por exercerem seu direito à liberdade de expressão, é um sinal que algo de muito grave está acontecendo com nossa democracia.”
 
 

operação da PF deflagrada nesta quarta-feira teve como um dos focos integrantes do grupo "300 do Brasil", formado por apoiadores do presidente. A ação cumpriu mandados de busca e apreensão nas residências do blogueiro Allan dos Santos, do ex-deputado federal Roberto Jefferson, do empresário Luciano Hang, do deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP), ente outros.

O "300 do Brasil" tem se notabilizado pelo comportamento radical de membros do grupo nas redes sociais e em manifestações na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Recentemente, os ativistas, liderados pela ex-militante feminista Sara Winter – também alvo da operação - montaram um acampamento ao lado do STF, mas foram retirados do local pela polícia.

Depois do episódio, passaram a ocupar uma chácara em Brasília. No início do governo, a militante pró-governo ocupou cargo de confiança no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, comandado por Damares Alves.

Os mandados foram expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, relator da investigação no STF.

Com informações de Estadão Conteúdo

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade