Publicidade

Estado de Minas INVERSÃO DE NARRATIVA

Eduardo Bolsonaro prevê 'medida enérgica' do presidente contra STF

Deputado atacou Suprema Corte durante live em seu canal do Youtube


postado em 27/05/2020 23:09 / atualizado em 27/05/2020 23:59

O senador Flavio Bolsonaro (esquerda) e o deputado Eduardo Bolsonaro (centro), conversam com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, durante sessão plenária(foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/AgênciaBrasil)
O senador Flavio Bolsonaro (esquerda) e o deputado Eduardo Bolsonaro (centro), conversam com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, durante sessão plenária (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/AgênciaBrasil)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) disse, nesta quarta-feira, que seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode tomar “medidas enérgicas” por supostamente “não ter mais saída” diante das ações do Supremo Tribunal Federal.

“Estamos vendo uma iniciativa atrás da outra para esgarçar essa relação. E depois não se engane. Quando o presidente não tiver mais saída e tiver que tomar uma medida enérgica ele que será taxado como ditador”, afirmou.

Ele taxou de “abuso de autoridade” o inquérito que investiga o esquema criminoso de disseminação de notícias falsas (fake news) e realizou buscas e apreensões em residências de vários bolsonaristas nesta manhã. 

“Suspender esse inquérito, não basta. A gente vai ter que correr atrás para punir, porque isso chama-se abuso de autoridade”, declarou.

O irmão de Eduardo, vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos), pode ser um dos próximos alvos das investigações. No final de abril, o jornalista Vicente Nunes, do Correio Braziliense, noticiou que a Polícia Federal investiga Carlos Bolsonaro, filho do presidente, por supostamente chefiar um esquema de divulgação de informações falsas.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade