Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Bolsonaro: 'questão da família' pesou para saída de Regina Duarte

Presidente afirmou que atriz, dispensada da Secretaria de Cultura, 'vai para a Cinemateca ou outro órgão'. Também disse que tem morrido mais gente de 'pavor' da COVID do que da doença em si


postado em 21/05/2020 19:53 / atualizado em 21/05/2020 20:28

(foto: Marcos Corrêa/PR)
(foto: Marcos Corrêa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer que a ex-secretária especial de Cultura, Regina Duarte, deixou o governo por uma questão de "família". Durante transmissão semanal ao vivo, Bolsonaro afirmou que "a questão de família depois de uma certa idade pega e pesa".

Segundo Bolsonaro, "ela (Regina) vai para a Cinemateca ou outro órgão". "Não podemos viver sem a Regina Duarte, eterna namoradinha do Brasil", afirmou.

 

"Morre mais gente de pavor"

O presidente também voltou a criticar as medidas de isolamento social e afirmou acreditar que "mais importante que a vida, é a liberdade". Segundo Bolsonaro, sobre a pandemia do novo coronavírus, "morre muito mais gente de pavor do que de um ato em si".


Bolsonaro reforçou que a eficácia da cloroquina no combate ao novo coronavírus não tem comprovação científica e disse que o novo entender do Ministério da Saúde sobre a liberação pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é uma recomendação.


O presidente afirmou que o que mais quer é que o país volte à normalidade. 

Bolsonaro participou da transmissão ao vivo com anotações na mão e ao lado do ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade