UAI
Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS NO BRASIL

Bolsonaro inclui academias, barbearias e salões de beleza como serviços essenciais

Presidente publicou atividades no Diário Oficial da União nesta segunda-feira


postado em 11/05/2020 18:45 / atualizado em 11/05/2020 20:13

Bolsonaro deve incluir atividades como 'essenciais' ainda nesta segunda (11)(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Bolsonaro deve incluir atividades como 'essenciais' ainda nesta segunda (11) (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Conforme adiantado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesse domingo (10), o governo incluiu algumas atividades na lista de ‘serviços essenciais’ durante o período de pandemia do coronavírus. Em entrevista coletiva na porta do Palácio da Alvorada, na noite desta segunda-feira (11), Bolsonaro revelou que academias, barbearias e salões de beleza entrariam no rol.

A inclusão das atividades foi publicada nesta noite, no Diário Oficial da União. Para o presidente, a abertura dos três tipos de comércio é questão de ‘saúde e higiene’. Os estabelecimentos, de acordo com o chefe do Executivo, funcionarão conforme as normas do Ministério da Saúde.

“Saúde é vida. Quem tá em casa como sedentário, está aumentando o colesterol, problema de stress, entre outros. Se ele puder ir em uma academia, de acordo com as normas do Ministério da Saúde, ele terá uma vida mais saudável. Até mesmo a questão do cabeleireiro. Fazer as unhas e o cabelo, por exemplo, é até uma questão de higiene”, disse Bolsonaro.

O presidente ainda tem mais algumas atividades em mente para incluir na lista, mas disse que vai esperar para anunciar. “Eu tenho na cabeça. Mas vamos esperar hoje para publicar as demais.”

Apesar da decisão, Bolsonaro voltou a frisar que “a decisão de fechar os comércios pertence aos respectivos governadores ou prefeitos, segundo decisão do Supremo Tribunal Federal.”

Nesse domingo, Bolsonaro conversou com alguns apoiadores na porta do Palácio da Alvorada e disse que incluiria alguns setores do comércio no rol de serviços essenciais. 

"Amanhã (hoje) devo botar mais algumas profissões como essenciais. Vou abrir, já que eles não querem abrir, a gente vai abrindo aí", afirmou, na ocasião.

Entre as atividades listadas como ‘essenciais’, já tinham os serviços de construção civil e de atividades industriais, além de indústrias químicas e petroquímicas de matérias primas ou produtos de saúde, higiene, alimentos e bebidas e produção, transporte, entre outros.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade