Publicidade

Estado de Minas NOTA OFICIAL

Azevedo: 'Forças Armadas estarão ao lado da lei, da ordem e da democracia'

Declaração do ministro da Defesa, Fernando Azevedo, ocorre um dia após Bolsonaro afirmar que tem as Forças Armadas ao lado dele durante ato que pedia intervenção militar


postado em 04/05/2020 17:08 / atualizado em 04/05/2020 17:23

(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
 

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, afirmou nesta segunda-feira (4/5) por meio de nota oficial que as Forças Armadas "cumprem a sua missão constitucional" e que elas "estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade".

O comunicado acontece um dia depois das manifestações antidemocráticas que tiveram a participação do presidente Jair Bolsonaro, em que apoiadores dele pediam o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF), além de uma intervenção militar no país.

Durante o ato, Bolsonaro apareceu na rampa do Palácio do Planalto para cumprimentar os manifestantes e fez intimidações a outros Poderes da República. O mandatário afirmou que "chegou ao limite", que não iria "admitir mais interferência" e  que "não tem mais conversa". O presidente ainda afirmou que "as Forças Armadas estão ao nosso lado".

Na nota, Azevedo destaca que "Marinha, Exército e Força Aérea são organismos de Estado, que consideram a independência e a harmonia entre os Poderes imprescindíveis para a governabilidade do País".

O ministro da Defesa ainda condenou os ataques a jornalistas que cobriam o protesto. "A liberdade de expressão é requisito fundamental de um país democrático. No entanto, qualquer agressão a profissionais de imprensa é inaceitável", garantiu Azevedo.

Veja a íntegra da nota do ministro da Defesa:

"As Forças Armadas cumprem a sua missão Constitucional.

Marinha, Exército e Força Aérea são organismos de Estado, que consideram a independência e a harmonia entre os Poderes imprescindíveis para a governabilidade do País.

A liberdade de expressão é requisito fundamental de um País democrático. No entanto, qualquer agressão a profissionais de imprensa é inaceitável.

O Brasil precisa avançar. Enfrentamos uma Pandemia de consequências sanitárias e sociais ainda imprevisíveis, que requer esforço e entendimento de todos.

As Forças Armadas estarão sempre ao lado da lei, da ordem, da democracia e da liberdade. Este é o nosso compromisso."

Fernando Azevedo e Silva
Ministro de Estado da Defesa


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade