Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Moro diz que trabalhará 'como cidadão' por prisão após condenação em 2ª instância

O ex-juiz da Lava Jato pediu demissão do Ministério da Justiça e Segurança Pública na sexta-feira (24)


postado em 27/04/2020 13:41 / atualizado em 27/04/2020 15:29

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro(foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)
Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro (foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)
O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro publicou em sua conta no Twitter que vai manter a defesa pública de "projetos anticorrupção", e deu como exemplo um projeto que abra possibilidade de prisão de condenados em segunda instância. Segundo Moro, sua participação no debate público se dará agora na condição de "cidadão".

 


"Como cidadão, continuarei defendendo, como sempre fiz enquanto estive no governo, a aprovação de projetos anticorrupção, em especial a PEC ou o PL da execução em segunda instância. Claro que, no momento, a prioridade é combater a pandemia de covid e seus efeitos, como o desemprego", escreveu o ex-juiz da Lava Jato nesta segunda-feira (27).

Moro pediu demissão do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública na última sexta-feira (24), e denunciou supostas tentativas de interferência na Polícia Federal (PF) por parte do presidente da República, Jair Bolsonaro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade