Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Bolsonaro acompanha anúncio de demissão de Moro pela TV em seu gabinete

Presidente estava acompanhado de poucos auxiliares; ao deixar o Palácio do Alvorada nesta manhã, ele disse a repórteres que "erraram tudo" no dia anterior


postado em 24/04/2020 12:04 / atualizado em 24/04/2020 14:00

(foto: Isac Nóbrega/PR)
(foto: Isac Nóbrega/PR)
Enquanto o ministro da Justiça, Sérgio Moro, anunciava sua demissão nesta sexta-feira, 24, o presidente Jair Bolsonaro se fechou com alguns poucos auxiliares em seu gabinete, de onde acompanharam o pronunciamento, transmitido ao vivo por emissoras de TV.

No discurso, Moro falou da interferência política do presidente ao tirar Maurício Valeixo do comando da Polícia Federal. O ex-juiz da Lava Jato também disse que soube da exoneração de Valeixo pelo Diário Oficial da União, publicado na madrugada desta sexta-feira. Segundo Moro, o ex-diretor da PF não pediu para deixar o cargo.

Bolsonaro, ao deixar o Palácio do Alvorada nesta manhã, disse a repórteres que "erraram tudo" no dia anterior. Em seguida, o presidente usou as redes sociais para falar indiretamente sobre a exoneração de Valeixo. Bolsonaro citou a Lei 13.047, de 2014, que reorganiza a carreira de policiais federais.

O chefe do Executivo destacou o artigo da legislação que estabelece que o cargo de diretor-geral da instituição é nomeado pelo Presidente da República.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade