Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

No STF, Moraes autoriza abertura de investigação sobre atos antidemocráticos

Pedido ao STF diz que os atos foram cometidos 'por vários cidadãos, inclusive deputados federais'


postado em 21/04/2020 13:28 / atualizado em 21/04/2020 19:21

Alexandre de Moraes (foto) atendeu ao pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras(foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Alexandre de Moraes (foto) atendeu ao pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta terça-feira (21) atender ao pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, e abrir um inquérito para apurar "fatos em tese delituosos" envolvendo a organização de atos antidemocráticos.

No último domingo, dia 19, o presidente Jair Bolsonaro participou de protesto em Brasília, marcado por faixas e palavras de ordem contra o Congresso Nacional e a favor de uma intervenção militar.

Ao acionar o Supremo, Aras não cita especificamente o presidente Jair Bolsonaro, que participou de um ato em Brasília, mas justificou o pedido ao STF dizendo que os atos foram cometidos "por vários cidadãos, inclusive deputados federais". Cabe à Suprema Corte investigar pessoas com foro, como deputados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade