Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Gleisi Hoffmann cobra posição do STF contra Bolsonaro: 'Ele quer uma ditadura no Brasil'

Presidente do PT disse esperar que Congresso e STF tomem posição firme após ida do presidente a manifestação que pediu intervenção militar


postado em 19/04/2020 18:05 / atualizado em 19/04/2020 18:55

Gleisi Hoffmann criticou o presidente Jair Bolsonaro(foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADAO CONTEUDO)
Gleisi Hoffmann criticou o presidente Jair Bolsonaro (foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTOARENA/ESTADAO CONTEUDO)
Presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR) seguiu outras lideranças políticas do País e também comentou a participação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na tarde deste domingo, 19, em manifestações em defesa do fechamento do Congresso Nacional.

Em transmissão ao vivo no Instagram com o deputado federal Zeca Dirceu (PR-PR), Gleisi disse esperar que o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) tomem uma posição "firme" sobre o episódio deste domingo ainda nesta semana. 

Ao criticar o presidente, Gleisi Hoffmann afirmou que Bolsonaro aposta no caos para justificar uma intervenção militar no País. "Fiquei estarrecida. Ele quer uma ditadura no Brasil. É de uma irresponsabilidade ilimitada", declarou a presidente do PT.

Gleisi, que foi ministra-chefe da Casa Civil na gestão Dilma Rousseff, ainda criticou a condução do Executivo no combate aos efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus. Para ela, o governo precisa estudar punição aos bancos, que estariam "empoçando o crédito" e impedindo que os estímulos cheguem a empresas e cidadãos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade