Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro admite estar indeciso sobre subsídio a contas de luz das igrejas

Ministério da Economia está avaliando impactos fiscais da concessão


postado em 14/01/2020 12:22

(foto: Sérgio Lima/AFP)
(foto: Sérgio Lima/AFP)

O presidente Jair Bolsonaro não confirmou se o governo vai, de fato, subsidiar as contas de luz de igrejas e demais templos religiosos. A ideia é estudada pelo Ministério de Minas e Energia, que delegou ao Ministério da Economia a avaliação dos impactos fiscais da concessão de receitas para o barateamento dos boletos de energia elétrica.

O capitão reformado criticou a imprensa, que, em seu entendimento, “bate” o tempo todo nele. “Estou apanhando e não decidi nada ainda. Eu não sei por que essa gana de dar pancada em mim o tempo todo. Eu assinei o decreto? Então por que essa pancada?”, indagou.

As respostas foram dadas na saída do Palácio da Alvorada, nesta terça-feira (14). Questionado se vai assinar o decreto para a concessão do subsídio, Bolsonaro foi evasivo. “Eu decido aos 48 do segundo tempo, ou aos 54. Lembram que o Palmeiras ganhou um jogo aos 54 do segundo tempo? Eu decido na hora certa”, sentenciou.


Publicidade