Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Bolsonaro fica irritado com menção a Queiroz

Jornalistas perguntaram ao presidente se havia mandado Fabrício Queiroz faltar a um depoimento


postado em 14/01/2020 12:14 / atualizado em 14/01/2020 12:40

(foto: Antonio Cruz/Agência Brasil )
(foto: Antonio Cruz/Agência Brasil )

O presidente Jair Bolsonaro acabou encerrando entrevista nesta terça-feira, na potaria do palácio da Alvorada,  quando foi questionado sobre Fabrício Queiroz.

Bolsonaro encerrou a entrevista ao ser questionado por jornalistas se teria mandado Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Sem partido-RJ), faltar a um depoimento marcado no Ministério Público do Rio de Janeiro.

Segundo a revista Época, a informação sobre a ordem de Bolsonaro foi publicada no livro "Tormenta - O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos", da jornalista Thaís Oyama. A obra será lançada no próximo dia 20 de janeiro.

"O livro é fake news, um livro mentiroso, não vou responder sobre o livro", disse Bolsonaro. Sem ser perguntado, porém, o próprio presidente havia inserido o novo livro entre os assuntos da entrevista. Ele entrou no tema ao se desviar de pergunta sobre proposta dele para subsídio para conta de luz de igrejas, quando disse que não tinha opinião a dar. "Tem uma colega de vocês que fez um livro que leu meu pensamento. Acho que não tenho que conversar com vocês, é só escrever o que você achar", afirmou.

Alegando motivos de saúde, Queiroz faltou a mais de um depoimento ao MP em caso revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo que trata de movimentações atípicas do ex-assessor de Flávio identificadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).


Publicidade