Publicidade

Estado de Minas

Vídeo: WhatsApp reconhece que foi usado para influenciar eleições no Brasil

Segundo o responsável por Eleições do WhatsApp, Ben Supple, empresas ''mandavam mensagens em grandes quantidades que buscavam violar nossas regras de serviço para chegar a públicos maiores''


postado em 08/10/2019 17:35

(foto: Festival Gabo/YouTube)
(foto: Festival Gabo/YouTube)

Em uma palestra na Colômbia, na última sexta-feira (4/10), o responsável por Eleições do WhatsApp, Ben Supple, afirmou que a empresa tem conhecimento de que a plataforma de mensagens foi utilizada por grandes grupos para influenciar as eleições no Brasil em 2018.


"Sabemos que no Brasil há mais prevalência de grandes grupos. Sabemos que nas eleições do ano passado, havia empresas que mandavam mensagens em grandes quantidades que buscavam violar nossas regras de serviço para chegar a públicos maiores. E para ser claros, estamos muito certos dessas ameaças", disse.


Supple participou do Festival Gabo, evento colombiano sobre novas tecnologias que ocorre anualmente. Sua palestra tinha o tema "Como o WhatsApp mantém a integridade na plataforma em períodos eleitorais?".


O funcionário na empresa norte-americana ressaltou que a ferramenta busca identificar e excluir usuários que utilizam a plataforma de maneira equivocada e estimulou os usuários a denunciarem condutas irresponsáveis ou que ferem as regras de uso.


Publicidade