Publicidade

Estado de Minas

Maia peticiona no STF pedido para destinação de R$ 2,5 bilhões à Amazônia

Os recursos foram depositados pela Petrobras em janeiro deste ano, fruto de resultado de acordo feito com a Justiça norte-americana


postado em 23/08/2019 16:41 / atualizado em 23/08/2019 16:57

(foto: Evaristo Sá/AFP)
(foto: Evaristo Sá/AFP)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou em publicação no Twitter, nesta sexta-feira (23/8), que peticionou no Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para que o montante de R$ 2,5 bilhões depositados pela Petrobrás em conta vinculada à Justiça Federal seja destinado à educação e à Amazônia, a fim de combater as queimadas na região Amazônica.


Os recursos foram depositados pela Petrobras em janeiro deste ano, fruto de resultado de acordo feito com a Justiça norte-americana. A previsão inicial era que o fundo tivesse sua maior parte utilizada para investir em projetos de combate à corrupção e promoção da cidadania.


Na manhã desta sexta, Bolsonaro sinalizou que, informado pela imprensa, Maia iria propor a destinação de recursos do fundo partidário ao combate dos incêndios na região Amazônica. O que Maia disse foi outra coisa.


"Minha proposta para o combate às queimadas é efetiva. Peticionarmos juntos no Supremo, pedindo os R$ 2,5 bilhões do fundo da Petrobras para a educação e também para a Amazônia", afirmou. "Recursos que estão parados e entrariam hoje no caixa do governo e poderiam, inclusive, ir para os estados da região", acrescentou.



Publicidade