Publicidade

Estado de Minas

Mourão: 'Pulmões do mundo são oceanos, não a Amazônia'

O vice-presidente foi ao Twitter dizer que morou na região e garantir que ela está segura


postado em 23/08/2019 11:42 / atualizado em 24/08/2019 08:37

Mourão disse já ter morado na Amazônia e que queimadas ocorrem em períodos de seca(foto: Reprodução Twitter)
Mourão disse já ter morado na Amazônia e que queimadas ocorrem em períodos de seca (foto: Reprodução Twitter)


Em meio à comoção internacional causada pela onda de queimadas na Amazônia, o vice-presidente Hamilton Mourão também foi às redes sociais para defender a atuação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Em um post no Twitter, que foi compartilhado por governistas, ele usou uma foto em que estava na selva para dizer que os incêndios são “episódicos” na seca.



Mourão disse ter morado lá e que a Amazônia está segura. “Transformá-los (os incêndios) em crise, esquecendo as tragédias que o fogo causou nos EUA e Europa, é má-fé de quem não sabe que os pulmões do mundo são os oceanos, não a Amazônia”, afirmou.



Também nessa quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro se manifestou pelo Twitter para dizer que o presidente da França Emmanuel Macron estaria tentando “instrumentalizar” uma questão interna do Brasil para ganhos políticos pessoais.

Macron usou a rede para dizer que as queimadas geram uma crise internacional e chamou a Amazônia de pulmão do planeta.

E ele está correto


A afirmativa de Mourão está correta, segundo dados científicos que apontam que as algas marinhas são as maiores produtoras de oxigênio do mundo. Apesar de abrigar praticamente metade da biodiversidade mundial, a Amazônia também é uma grande fonte de gás carbônico por causa do processo de respiração das árvores e decomposição das plantas e animais.



De acordo com publicação da revista Super Interessante as algas marinhas e de água doce produzem cerca de 55% do ar que respiramos.


Publicidade