Publicidade

Estado de Minas

Bolsonaro diz que Exército trabalhará meio expediente pois não tem dinheiro para comprar comida

Presidente disse ainda que os ministros estão 'apavorados' e que o governo está tentando sobreviver


postado em 16/08/2019 19:15 / atualizado em 16/08/2019 23:24

(foto: Clauber Cleber Caetano/PR )
(foto: Clauber Cleber Caetano/PR )

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) traçou nesta sexta-feira um cenário “grave” para a economia. Em fala aos jornalistas, ele afirmou que os ministros estão “apavorados” e que a equipe econômica vem estudando medidas para que o governo possa “sobreviver”.

Entre as medidas para economizar esta a restrição dos trabalhos do Exército. “O Exército vai entrar em meio expediente, não tem comida para dar para o recruta, que é um filho de pobre. A situação econômica é grave. Não é maldade da minha parte, não tem dinheiro”, afirmou.


Ainda de acordo com Bolsonaro, estão sendo estudadas outras medidas para tentar melhorar os cofres da União. “Os ministros estão apavorados, nós estamos aqui tentando sobreviver o restante do ano. Eu já sabia disso, estão fazendo milagres, conversando com a equipe econômica pra ver o que se pode fazer para sobreviver”, comentou.

Em 22 de julho o governo anunciou um bloqueio de R$ 1,442 do Orçamento da União. O corte foi determinado pelo Ministério da Economia após analisar a situação das despesas em comparação com as receitas.


Os técnicos da pasta revisaram para baixo a previsão de crescimento de 1,6% para apenas 0,8%.


Publicidade