Publicidade

Estado de Minas

Governo lança 'calculadora da nova Previdência'; saiba como usar

Jair Bolsonaro usa as redes sociais para pedir aos contribuintes para fazer cálculo da nova aposentadoria definida pela proposta que será analisada nesta semana na CCJ da Câmara


postado em 21/04/2019 06:00 / atualizado em 21/04/2019 09:00

Jair Bolsonaro postou foto com a mãe, Olinda, de 93 anos (foto: FACEBOOK/REPRODUÇÃO)
Jair Bolsonaro postou foto com a mãe, Olinda, de 93 anos (foto: FACEBOOK/REPRODUÇÃO)
Às vésperas do primeiro teste da reforma da Previdência apresentada pelo governo ao Congresso Nacional, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) usou a sua conta no Twitter, em pleno feriado, para defender a mudanças nas regras da aposentadoria e lançar a “calculadora da nova Previdência”: um link que remete ao site do portal de serviços do governo federal e permite ao internauta calcular qual será o valor da sua contribuição ao informar o salário e qual regime está vinculado, o público ou o privado.

“Quem ganha menos pagará menos e quem ganha mais pagará mais: use a calculadora que fará as contas para você entender de modo prático”, escreveu o presidente. O link ainda faz um comparativo do valor pago atualmente pelo trabalhador e qual será a nova contribuição. A reforma prevê a unificação das alíquotas para servidores públicos e privados até o teto do INSS, que atualmente é de R$ 5.839,45, variando de 7,5% a 11,68%. A partir desse valor as alíquotas vão variar de 11,68% a 16,79%.

Na terça-feira que vem, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara retoma a discussão e votação da reforma. O relator do texto, o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), deve se reunir na segunda-feira com os líderes dos partidos para discutir possíveis alterações no parecer – o texto apresento no dia 9 recebeu 13 votos em separado. Depois de mais de quatro horas de discussão e bate-boca entre os integrantes da comissão houve a leitura do parecer e foi concedida vista coletiva.

Ao recomendar a aprovação do texto, o relator seguiu entendimento do presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), de que ao grupo cabe avaliar apenas se as novas regras seguem o que diz a Constituição, deixando a análise do mérito para a comissão especial. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) determinou na terça-feira passada a criação do grupo que terá 34 deputados indicados pelos líderes. A comissão terá até 40 sessões para realizar os trabalhos.

PÁSCOA


O presidente também postou em sua página no Facebook uma foto com a mãe, Olinda Bolsonaro, de 93 anos, com o texto: “Bom ter você comigo nesta Páscoa, mãe! Um abraço a todos!”. Na quinta-feira, o presidente divulgou um vídeo alegando que passaria o feriado com a família – razão pela qual justificou que não participaria, na manhã de hoje, em Ouro Preto, da solenidade de entregra da Medalha da Inconfidência. O presidente foi o indicado pelo governador Romeu Zema (Novo) para receber o Grande Colar, a mais alta comenda.

Desde a quinta-feira Bolsonaro está no Forte dos Andradas, no Guarujá, para onde foi depois de participar de um evento militar em São Paulo.Além da mãe, Michelle Bolsonaro também passa o feriado com o marido. O presidente saiu pela primeira vez da base militar na noite de sexta-feira, quando foi ao restaurante do Iate Clube de Santos, que fica na Vila Funchao, também em Guarujá. No retorno, ele brincou que “foi comer uma pizza para manter a forma”. Indagado se passará o domingo de Páscoa em Guarujá, ele afirmou: “Acho que não fico até domingo (amanhã) para chegar bem na segunda-feira”.

Bolsonaro está hospedado no Hotel de Trânsito dos Oficiais, na mesma suíte em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) costumava ficar durante os dois mandatos. O local foi reformado no fim de 2018 e tem vista para o mar e banheira de hidromassagem. Até a internet ganhou mais força com a chegada de Bolsonaro ao Forte. Uma empresa de telefonia trocou alguns cabos e aumentou a potência de 3G para 4G. Com o forte esquema de segurança feito pela Polícia Militar e pelos soldados e oficiais do Exército, poucas pessoas apareceram para ver o presidente. Alguns entregaram presentes e cartinhas com pedidos na portaria e foram embora. (Com agências)


Publicidade