Publicidade

Estado de Minas

Regime atual de aposentadoria de políticos será extinto com reforma

Políticos passam automaticamente para Regime Geral de Previdência Social, ou seja, vão se aposentar com as mesmas regras dos trabalhadores da iniciativa privada


postado em 20/02/2019 11:48

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

O Ministério da Economia anunciou que o regime atual de aposentadoria dos políticos será extinto. Os novos eleitos passarão a fazer parte automaticamente do Regime Geral de Previdência Social (RGPS). Ou seja, vão se aposentar com as mesmas regras dos trabalhadores da iniciativa privada.

A nova regra foi divulgada na manhã desta quarta-feira (20/2) durante coletiva de imprensa. Na legislação atual, parlamentares podem se aposentar com 60 anos de idade para homens e mulheres ou com 35 anos de contribuição. Ele recebe 1/35 do salário de cada ano de parlamentar.

Considerando que os parlamentares recebem R$ 33.763 em 12 meses, a aposentadoria deles equivale a R$ 11,5 mil por mês atualmente.

Com isso, na regra de transição, os deputados e senadores só poderão se aposentar com 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres), sendo que, caso queira se aposentar antes, terá que pagar um pedágio de 30% do tempo de contribuição que falta para se aposentar.

O teto dos benefícios será o mesmo para os políticos e iniciativa privada.


Publicidade