Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Em Davos, Bono Vox evita comentários sobre direitos humanos no Brasil


postado em 24/01/2019 15:47

Numa rápida passagem pelo mesmo hotel onde estava hospedado o presidente Jair Bolsonaro em Davos, o vocalista da banda U2, Bono Vox, evitou fazer comentários sobre a situação dos direitos humanos no Brasil com a chegada do novo governo."Nem vamos começar, senão não paro", disse ele aos jornalistas.

Ao sair do hotel, Bono acabou se encontrando com o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, e comentou sobre um show que fará em Dublin.

"Você faz um bom trabalho. Continue balançando a bandeira", respondeu o presidente sul-africano, que teve um primeiro encontro oficial com Bolsonaro. A África do Sul e o Brasil integram o grupo Brics junto com a Rússia, Índia e China.

Bono participa em Davos do Fórum Econômico Mundial e esteve no hotel de Bolsonaro para um evento de lideranças mundiais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade