Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Candidato a presidente da Câmara, Fábio Ramalho presenteia Bolsonaro com linguiça e queijo

Deputado mineiro apareceu no Palácio com uma bolsa e uma sacola para presentear o presidente e se comprometeu a votar as reformas


postado em 07/01/2019 17:27 / atualizado em 07/01/2019 18:03

(foto: Luis Macedo/camara dos Deputados)
(foto: Luis Macedo/camara dos Deputados)

O deputado Fábio Ramalho (MDB-MG) esteve nesta segunda-feira, 7, no Palácio do Planalto para apresentar sua candidatura ao comando da Câmara ao presidente Jair Bolsonaro. Na saída, ele relatou que se comprometeu com Bolsonaro a votar as reformas, especialmente a da Previdência, independentemente do apoio do governo.

Ramalho apareceu no Palácio com uma bolsa e uma sacola para presentear Bolsonaro com queijo, linguiça, sorvete de queijo, manteiga de garrafa, azeite, pé de moleque. Bolsonaro abriu os quitutes e os degustou na frente do deputado, relatou.

"Eu vim dizer ao presidente que votarei pelas reformas de graça, sem toma lá, dá cá", afirmou. Foi uma indireta de Ramalho, que hoje ocupa a vice-presidência da Câmara, para concorrentes. Na entrevista, o deputado disse que tem "bastante" votos no PSL, partido do presidente. O partido declarou oficialmente apoio a Rodrigo Maia (DEM). "Eu não vendo o que não posso entregar, e ele (Bolsonaro) concorda que tenho palavra."

Questionado sobre a resposta de Bolsonaro em relação a suas declarações, o deputado respondeu que o presidente não lhe garantiu nem lhe negou apoio. Referindo-se a Maia, Ramalho disse que o colega "vendeu para o mundo inteiro" que faria as reformas no governo Michel Temer e não fez. "A gente tem uma panelinha lá, e com panelinha não se aprova nada".

A uma pergunta se ele estava sugerindo que Rodrigo Maia estaria fazendo negociação para se reeleger e garantir a aprovação das reformas, ele respondeu: "Não estou sugerindo, é só ver o que aconteceu no governo Temer, que entregou muitos ministérios e não recebeu nada", observou.


Publicidade