Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Minas Gerais é o estado 'campeão' de votos nulos para governador e presidente

Percentualmente, nenhum outro estado do Brasil teve mais eleitores que anularam a escolha


postado em 28/10/2018 23:10 / atualizado em 28/10/2018 23:16

Votos nulos representaram mais de 15% na eleição para governador de Minas Gerais(foto: Monique Renne/CB)
Votos nulos representaram mais de 15% na eleição para governador de Minas Gerais (foto: Monique Renne/CB)

Percentualmente, nenhum estado do Brasil teve mais votos nulos neste segundo turno que Minas Gerais. Na disputa presidencial entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), 1.275.394 eleitores (10,57% do total) anularam. Em São Paulo, 2.581.039 fizeram a mesma opção. O percentual, entretanto, foi menor: 9,99%.

Os cinco estados cujos eleitores mais votaram nulo percentualmente foram Minas Gerais (10,57%), São Paulo (9,99%), Sergipe (9,47%), Rio de Janeiro (9,12$) e Pará (7,16%).

Na corrida pelo governo do estado, Romeu Zema (Novo) foi eleito com 71,80% dos votos válidos, contra 28,20% de Antonio Anastasia (PSDB). Das 12.064.283 pessoas que foram às urnas neste domingo em Minas Gerais, 1.889.549 anularam. O número corresponde a 15,66%. Em segundo lugar no ‘ranking’, Sergipe teve 14,24% de votos nulos. Em São Paulo, o percentual foi de 13,71%.

Os cinco estados cujos eleitores mais votaram nulo percentualmente no segundo turno da eleição para governador foram Minas Gerais (15,66%), Sergipe (14,24%), São Paulo (13,71%), Rio de Janeiro (13,38%) e Pará (9,59%).

Cenário nacional

No Brasil, o percentual pessoas que anularam o voto na eleição presidencial foi de 7,4% - o maior desde 1989. A soma de abstenções, nulos e brancos passou de 30% eleitores registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ou seja: mais de 42 milhões não optaram nem por Bolsonaro, nem por Haddad.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade