Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Rosa Weber diz que eleições ocorreram 'dentro da mais absoluta normalidade'


postado em 28/10/2018 20:45

Em entrevista a jornalistas na noite deste domingo, 28, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, anunciou que Jair Bolsonaro, do PSL, está matematicamente eleito para o cargo de Presidente da República. Ele disputava o segundo turno com o petista Fernando Haddad.

Ao confirmar o resultado, a ministra afirmou que as eleições ocorreram "dentro da mais absoluta normalidade", com "intercorrências próprias e esperadas do processo eleitoral em um País com dimensões continentais" como o Brasil.

"Hoje estamos a dar o último passo dessas três intensas semanas com sabor de muito tempo vivido, que consolidam o trabalho de dois longos anos da Justiça Eleitoral", disse a ministra.

Ocorrências

Na coletiva, Rosa destacou que não houve relato de prisão de candidatos no segundo turno, que registrou 480 ocorrências com não-candidatos, sendo que destas 236 resultaram em prisão. "No primeiro turno, houve 5 prisões de candidatos, além de 144 ocorrências de prisão de não-candidatos", lembrou Rosa, que, ao início da sessão, saudou o papel da imprensa nas eleições. "Sem imprensa livre não há democracia".

Também estavam presentes na coletiva o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, a Advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça, a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, o ministro do TSE e do STF Edson Fachin, o vice-presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Jorge Mussi, o ministro do TSE Tarcisio Vieira de Carvalho, o presidente da Conselho Federal da OAB, Claudio Lamachia, e o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade