Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Haddad: tucanos mais ligados a Mario Covas podem nos apoiar


postado em 09/10/2018 20:14

Após o PSDB declarar oficialmente que não apoiará nem Jair Bolsonaro (PSL) nem Fernando Haddad (PT) no segundo turno da campanha presidencial, o candidato petista afirmou que aposta em alianças com tucanos ligados ao ex-governador de São Paulo Mário Covas, ou seja, a ala mais histórica do partido.

"Vai haver pessoas mais ligadas ao Mário Covas, que eu acho que tem outra perspectiva, existe uma social democracia ainda no PSDB e eu entendo que individualmente as pessoas possam se manifestar", disse Haddad, destacando que respeita a deliberação da legenda tucana.

Haddad negou que já tenha telefonado para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e também não afirmou se pretende buscar uma conversa com FHC.

O presidenciável petista comemorou a adesão do PSB à sua candidatura, repetindo que quer montar alianças com todos os "democratas" e governar, se eleito, "para todos os brasileiros".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade