Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Tucano já pede que Geraldo Alckmin deixe a presidência do PSDB

Prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando criticou desempenho de Alckmin na eleição presidencial de 2018


postado em 07/10/2018 19:21 / atualizado em 07/10/2018 19:40

Alckmin teve maior tempo de propaganda eleitoral, porém não conseguiu cativar votos para brigar ao menos pela presença no 2º turno(foto: AFP / NELSON ALMEIDA)
Alckmin teve maior tempo de propaganda eleitoral, porém não conseguiu cativar votos para brigar ao menos pela presença no 2º turno (foto: AFP / NELSON ALMEIDA)
O prefeito de São Bernardo do Campo-SP, Orlando Morando (PSDB), vai pedir que o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin deixe a presidência do partido. O mandato do tucano à frente da sigla terminará apenas em dezembro do ano que vem.

"O partido não tomou nenhuma atitude em relação a Aécio Neves e a Eduardo Azeredo. O PSDB não se reposicionou e isso terá impacto direto nas eleições proporcionais", disse Morando.

Morando verbalizou uma crítica recorrente nos bastidores do PSDB, que deve ter o pior desempenho nessa eleição.

Candidato à presidência pela segunda vez, Alckmin deve encerrar o primeiro turno da eleição de 2018 na quarta posição, atrás de Jair Bolsonaro (PSL), Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT). Até o momento, o peessedebista atingiu apenas 4,79% dos votos válidos, com 71,55% das urnas apuradas no país.

Em 2006, Geraldo Alckmin chegou ao segundo turno contra Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e perdeu por 60,83% a 39,17% dos votos válidos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade