Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

TRE-MT diz que é falsa a alegação de que urna não processa voto para presidente


postado em 07/10/2018 14:36

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) divulgou uma nota de esclarecimento para rebater mensagens que circulam na internet e nas redes sociais e afirmar que é falsa a alegação que as urnas eletrônicas do Estado não estariam processando os votos em "determinado candidato a presidente".

Segundo o órgão, há uma série de fatores que podem induzir eleitores a "essa falsa conclusão", entre eles a ansiedade para realizar primeiro o voto no candidato ou na candidata à Presidência. No entanto, ressalta o TRE-MT, as urnas são programadas para computar as escolhas aos cargos eletivos na seguinte ordem: deputado federal, deputado estadual, primeira vaga de senador do Estado, segunda vaga de senador do Estado, governador e, só então, presidente da República.

"Se o eleitor apertar os dois dígitos do candidato a presidente da República em primeiro lugar, e se nesse Estado aquela legenda não lançou candidatos a deputado federal, aparecerá a expressão 'voto nulo'", esclarece o tribunal mato-grossense. "Daí o fato de o eleitor pensar que a urna eletrônica anulará seu voto para presidente."

Além disso, o TRE-MT garantiu que são falsos os vídeos circulando na internet em que uma urna supostamente completaria, "por sua conta", o voto para presidente. "Trata-se de falsificação grosseira. Esses vídeos sequer mostram o teclado da urna", encerra a nota.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade