Publicidade

Estado de Minas

TRE nega pedido de direito de resposta de Anastasia por causa de publicação de Pimentel

Publicações do governador alegam que ele herdou um estado falido do ex-governador tucano


postado em 03/09/2018 16:40 / atualizado em 03/09/2018 16:53

Pimentel tem atribuído a crise financeira a Anastasia. Estado tem parcelado salários e atrasado repasses aos municípios(foto: Reprodução/Facebook)
Pimentel tem atribuído a crise financeira a Anastasia. Estado tem parcelado salários e atrasado repasses aos municípios (foto: Reprodução/Facebook)

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) julgou improcedente o pedido de direito de resposta da coligação do candidato ao governo Antonio Anastasia (PSDB) por causa de publicação do governador Fernando Pimentel (PT), que disputa a reeleição.

A coligação argumenta que Pimentel publicou no Facebook e Instagram afirmativa “caluniosa, difamatória, injuriosa ou sabidamente inverídica, com imputação de crime de responsabilidade fiscal, ofendendo a honra e imagem (de Anastasia)”.

A reclamação diz respeito a posts em que Pimentel faz as seguintes afirmações:

“Essa crise é estrutural, foi herdada da gestão Anastasia e vai ser enfrentada com sinceridade”.

 “Nós pegamos um Estado quebrado. Herdamos um orçamento falso e maquiado”.

 

O desembargador Alexandre Victor de Carvalho, relator da matéria, negou o pedido, por considerar que há ausência de elementos que permitam concluir que se trata de divulgação de notícia ou informação sabiamente inverídica ou de afirmação caluniosa.

“Quanto à alegação de que a publicação divulga fato sabidamente inverídico, impende consignar que “fato sabidamente inverídico” é aquele incontestável, indiscutível, flagrante, não podendo ser confundido, entretanto, com a afirmação inexata. É aquela informação que não depende de nenhuma investigação prévia e é perceptível de plano, o que definitivamente não é o caso dos autos”, justifica. Pimentel comemorou a negativa em suas redes sociais

Pimentel tem atribuído a crise financeira a Anastasia. Estado tem parcelado salários e atrasado repasses aos municípios, o que tem gerado uma série de manifestações.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade