Publicidade

Estado de Minas

Em vídeo de campanha, Lula chama Moro de 'turma de preto'

A peça da propaganda eleitoral questiona prisão e afirma que Lula não é solto porque 'o pessoal de preto' tem medo


postado em 30/08/2018 19:06 / atualizado em 31/08/2018 08:26


Novo vídeo da campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva trata o juiz federal Sérgio Moro como “a turma de preto” e sugere que o Judiciário e o Ministério Público Federal estão impedindo sua soltura porque temem que ele seja eleito.

O vídeo questiona o motivo pelo qual o ex-presidente está preso. “Por que o pessoal de preto quer impedir o Lula de ser candidato?”, questiona o narrador, que, na sequência, cita conquistas do período em que o petista foi presidente, como a redução da desigualdade social e a ampliação do ensino superior.

O vídeo, de 2 minutos e 32 segundos, vazou na internet e conta com imagens dos interrogatórios de Lula durante a Operação Lava-Jato, que o condenou em segunda instância por lavagem de dinheiro e corrupção. Lula está preso desde abril na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

“Os que me julgaram devem estar com a consciência pesada. Eu estou com a consciência leve, dos incentes”, diz Lula, que encerra dizendo que “a turma de preto tem medo”.

“Eles sabem que se deixar Lula jogar, ele ganha. Eu quero saber quantos dias eles vão pensar que estão me prendendo. Quantos mais dias eles me deixarem lá, mais Lulas vão nascer nesse país e mais gente vai querer brigar nesse país. Somos milhões de Lula e, junto, vamos ganhar””, afirma Lula.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade