Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Boulos defende aborto como política do SUS; Marina quer plebiscito

Boulos disse que, caso eleito, a questão não será tratada no âmbito do Código Penal


postado em 10/08/2018 00:21 / atualizado em 10/08/2018 00:46

'É muito cômodo negar o direito ao aborto às mulheres'(foto: Kelly Fuzaro/Band)
'É muito cômodo negar o direito ao aborto às mulheres' (foto: Kelly Fuzaro/Band)
Os candidatos Guilherme Boulos (PSOL) e Marina Silva (Rede) expuseram na noite desta quinta-feira, 9, durante debate na Band, as posições que ambos têm a respeito do aborto.

Marina Silva defendeu mais uma vez a realização de um plebiscito sobre o tema. Já Boulos disse que, caso eleito, a questão não será tratada no âmbito do Código Penal. "Vai ser um tema do SUS. É muito cômodo negar o direito ao aborto às mulheres, e homens não assumirem filhos", criticou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade