Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Planejamento não comenta decisão do STF de reajuste de 16,38%


postado em 08/08/2018 20:39

O Ministério do Planejamento informou que não vai comentar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de incluir em seu Orçamento para 2019 um reajuste de 16,38% nos salários dos ministros. Para o ano que vem, a meta fiscal perseguida pelo governo projeta um déficit primário de R$ 139 bilhões.

O aumento, se aprovado pelo Congresso Nacional, terá efeito em cascata sobre outras carreiras, sobretudo nos Estados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade