Publicidade

Estado de Minas

Flávio Rocha desiste de candidatura à Presidência

Ex-presidenciável divulgou vídeo em que anuncia a desistência em concorrer


postado em 13/07/2018 16:06 / atualizado em 13/07/2018 16:43

(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)

O empresário Flávio Rocha (PRB) anunciou nessa sexta-feira, 13, que desistiu de concorrer ao Palácio do Planalto nas eleições 2018. Em um vídeo divulgado nas redes sociais, o dono da Riachuelo afirmou que o Brasil "passa por um momento turbulento" e por isso "não pode flertar com os extremos".

Na mensagem de pouco mais de 3 minutos ele agradece aos "intrépidos meninos do MBL" e disse que pretende continuar colaborando com o seu partido. Apesar da aproximação do PRB com o ex-governador Geraldo Alckmin, Rocha vinha negando sistematicamente que desistiria da disputa.

'Ser vice não é meu projeto'


O empresário disse que não aceitaria ser vice de outro candidato. "Não saio para apoiar ninguém. Saio para não entrar em uma luta quixotesca. Não aceitaria ser vice. Não é meu projeto", afirmou. Ele disse ainda que não pretende se engajar na campanha de Alckmin à Presidência.

Extremos


Em vídeo divulgado pela assessoria, Rocha defendeu uma união de partidos contra os "extremos" e disse que continuará a oferecer ideias na campanha eleitoral.

"Eu e o meu partido, o PRB, entendemos que o Brasil passa por um momento turbulento, que não pode flertar com os extremos. Mais do que nunca, vemos como necessário que todos que sonham com um Brasil livre e democrático se unam num único projeto de convergência", disse.

No vídeo, o empresário afirmou que não se arrepende de ter se lançado como pré-candidato e que sua desistência não ocorre com "tristeza". "Sou um crítico do empresário moita, aquele que se acovarda, e não me sentiria em paz se tivesse me omitido nesse momento crucial", afirmou.

Ele afirmou que continuará trabalhando por seu "ideal de nação" durante o processo eleitoral. Na gravação, exibida com um fundo musical animado, Rocha agradece ao PRB, a eleitores que o apoiaram e ao Movimento Brasil Livre (MBL), que o anunciou como pré-candidato oficial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade