Publicidade

Estado de Minas

Pimentel: 'Tenho orgulho de me colocar pré-candidato ao governo de Minas'

O petista usou o Instagram para dizer que pretende ser reeleito para continuar trabalhando pelos mineiros


postado em 13/07/2018 08:55 / atualizado em 13/07/2018 09:36

Pimentel disse depender do fim da crise para 'avançar mais'(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Pimentel disse depender do fim da crise para 'avançar mais' (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

O governador Fernando Pimentel (PT) aderiu a uma nova ferramenta para responder perguntas dos seguidores no Instagram e, pela primeira vez nas redes sociais, se colocou como pré-candidato à reeleição. “Tenho muito orgulho de me colocar como pré-candidato ao governo de Minas Gerais para continuar trabalhando pelos mineiros”, disse, ao compartilhar uma pergunta sobre sua intenção de concorrer.

O petista também respondeu questionamentos sobre a saúde, educação, o ajuste fiscal e sua postura em relação ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Esta última, respondeu com as hashtags Lula Livre e “Juntos faremos história”.

As respostas de Pimentel, como as dos demais usuários, ficam disponíveis 24 horas(foto: Reprodução)
As respostas de Pimentel, como as dos demais usuários, ficam disponíveis 24 horas (foto: Reprodução)
Pela ferramenta não é possível ver quem fez a pergunta. O usuário escolhe se compartilha ou não a resposta, que fica no ar por 24 horas nos 'stories'. Até a manhã desta sexta-feira, o espaço para fazer perguntas ainda estava disponível na página dele.

Pimentel divulgou uma em que o questionaram suas ações e o fato de “o pessoal da educação tá (furioso)”. Pimentel disse ter feito muito pelo setor.

“Nomeamos 50 mil servidores, desbloqueamos progressões de carreiras e concedemos aumento aos professores”, respondeu. O petista disse ser preciso mudar o cenário de crise nacional para ‘avançarmos mais’. Pimentel disse ainda  que valorizou a categoria como nunca havia sido feito e que continuará com o objetivo de fortalecer cada vez mais a relação com ela.

Pimentel disse não ter feito o ajuste fiscal em Minas porque ele “previa cortar direitos” e vender patrimônio”. “O que nós fizemos foi manter os serviços do estado funcionando para gerar um ambiente para atração de recursos e empregos”.

Questionado sobre meta de campanha para continuar no governo de Minas, o governador disse que irá construir um programa de governo coletivo. “Mas posso antecipar que terá como fundamento não vender nosso patrimônio, não cortar os direitos dos servidores e continuar diversificando a economia do estado”.

Nas últimas semanas, Pimentel intensificou a divulgação das ações de governo nas redes sociais. O petista vem exaltando programas e resultados de sua gestão, além de fazer transmissões de trechos de eventos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade