Publicidade

Estado de Minas

PGR apura se delator da Lava Jato voltou a cometer crime


postado em 07/07/2018 07:54

A Procuradoria-Geral da República decidiu apurar se um dos delatores da Lava Jato, Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, descumpriu acordo de colaboração e voltou a cometer crimes após fechar delação com o órgão. Ceará atuava com o doleiro Alberto Youssef. Caso a PGR peça a rescisão do acordo de colaboração, caberá ao ministro Edson Fachin analisar o pedido. As informações são do jornal

O Estado de S. Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade