Publicidade

Estado de Minas

Presidente do PRB admite divisão do 'centrão' e fala em decisão após a Copa


postado em 04/07/2018 21:06

São Paulo, 04 - Anfitrião de jantar marcado para esta noite entre partidos do 'centrão' com o presidenciável tucano Geraldo Alckmin, o presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, admite que o bloco formado por DEM, PP, PRB e Solidariedade está dividido. A decisão das legendas, disse, será tomada entre os dias 15 e 20 de julho, período entre o fim da Copa do Mundo e o início das convenções partidárias.

O jantar com Alckmin, marcado para esta noite em Brasília, é parte de uma série de encontros organizados pelos partidos do centrão com presidenciáveis. Já foram feitas reuniões com Alvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PRB) e Flávio Rocha (PRB). "Tudo é possível. Como já se noticiou, o PP e o Solidariedade têm preferência por Ciro. O DEM eu percebo que está divido. Na minha bancada, eu vou consultar ainda a turma para ver", diz o ex-ministro.

Durante a pré-campanha, Marcos Pereira e o pré-candidato do partido à Presidência, Flávio Rocha, defenderam a união do centro na disputa pelo Planalto e a definição do candidato com base em pesquisas quantitativas e qualitativas. Internamente, as sondagens de intenção de voto e a reprovação popular a temas como privatizações têm alimentado o discurso pela retirada da pré-candidatura do empresário e pelo apoio a outro nome.

O presidente do PRB diz que uma decisão conjunta do bloco é o ideal. "Vamos sentar para decidir, não acredito que vai se tomar uma decisão hoje. Vamos tentar manter a unidade o máximo que puder."

(Daniel Wetermann)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade