Publicidade

Estado de Minas

Meirelles diz que sente 'entusiasmo' do MDB no Brasil inteiro por sua candidatura


postado em 18/06/2018 12:48

São Paulo, 18 - O pré-candidato à Presidência República pelo MDB, Henrique Meirelles, afirmou que sente "entusiasmo" de membros do seu partido no Brasil inteiro para sua candidatura. "Agora é uma oportunidade histórica de corrigirmos os erros do País e continuar crescendo", disse ele, durante o Fórum Única 2018, realizado em São Paulo nesta segunda-feira, 18, pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), que reúne os pré-candidatos às eleições deste ano.

Ele comentou que a greve dos caminhoneiros fez com que muitas pessoas começassem a se preocupar com as propostas dos candidatos dos extremos. Para ele, de um lado, há candidatos com proposta de voltar atrás nas reformas e, de outro, há quem defenda distribuição de armas. "Isso não vai dar certo", afirmou. Ele disse ainda que acredita que o Brasil pode crescer 4% ao ano, com aumento da arrecadação, do emprego e da renda.

O pré-candidato aproveitou também para elogiar o agronegócio. "A agroindústria brasileira está cada vez mais modernizada. Fico impressionado com o aporte de tecnologia, isso mostra a capacidade do setor de competir com o mundo", disse.

Em relação ao mercado internacional, Meirelles disse que o presidente norte-americano Donald Trump está indo na linha errada. "Protecionismo não é o caminho", disse. "Acho inaceitável que Brasil deixe e aceite todas essas restrições ao produto brasileiro", afirmou.

Ele avaliou ainda que a conversa internacional é dura. "Não podemos ficar aqui esperando que os outros sejam bonzinhos e nos entendam", disse. "Nós vamos, em primeiro lugar, defender o que fazemos e contra-atacar aqueles que nos impõe sanções."

Sobre o RenovaBio, principal pauta do setor sucroenergético, Meirelles disse que o projeto é positivo e que a regulamentação precisa ser bem pensada. "Existe toda uma série de incentivos que foram dados no governo anterior que falharam e custaram muito ao País, precisamos agora fazer uma regulamentação técnica para que o RenovaBio seja implementado", disse.

Ele afirmou que o biocombustível tem o grande benefício climático e a capacidade de geração de emprego.

Legado de Temer

Questionado se o legado do governo de Michel Temer (MDB) é algo que ele pode defender ou se é algo que impede que sua candidatura decole, ele disse que não há nada que impeça que sua candidatura decole.

O que impede agora, segundo ele, é apenas o desconhecimento da sua candidatura e dos resultados econômicos do governo, mas que isso é uma questão de tempo e que será sanado. "Nós temos de defender, sim, tudo o que foi feito: reforma trabalhista, teto de gastos, reforma do ensino médio e tudo aquilo que permitiu ao Brasil sair da recessão."

(Camila Turtelli e Daniel Weterman)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade