Publicidade

Estado de Minas

Lobista da 'lista de Furnas' é preso após se entregar à Polícia Civil

Nilton monteiro foi condenado pelos crimes de estelionato, falsificação de documentos e denunciação caluniosa


postado em 14/06/2018 21:48

O lobista Nilton Monteiro se entregou à Polícia Civil na tarde desta quinta-feira em Belo Horizonte. Havia contra ele mandado de prisão pela condenação por estelionato, falsificação de documentos e denunciação caluniosa.

A pena de seis anos e quatro meses por esses crimes já havia sido confirmada em segunda instância pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Nilton havia apresentado recursos para questionar a decisão e tentar evitar sua prisão.

A pena deverá ser cumprida em regime semiaberto. Ele foi encaminhado para o Ceresp, no Bairro Gameleira.

Nilton ficou conhecido em Minas por ter denunciado a chamada “Lista de Furnas”, em que afirmou que políticos teriam recebidos recursos em forma de propina. As condenações, no entanto, não dizem respeito à denúncia, se referem ao período em que atuou como operador do ex-deputado Sérgio Naya, que já morreu.

Recentemente, o Estado de Minas mostrou que entidades de delegados da Polícia Civil pediram que a corregedoria-geral do órgão apure supostas irregularidades cometidas pelo delegado Rodrigo Bossi de Pinho, chefe do Departamento de Investigação de Fraudes, em inquéritos envolvendo o lobista.

A suspeita é de que interesses políticos influenciaram a nomeação do delegado para a chefia do Departamento de Investigação de Fraudes em troca da decisão de Bossi de retomar inquéritos envolvendo Nilton. O delegado foi procurado a época, mas não quis se pronunciar.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade