Publicidade

Estado de Minas

Rodrigo Pacheco diz querer vice do Triângulo mineiro

A ex-secretária municipal de Uberlândia Ana Paula Junqueira, mulher do prefeito Odelmo Leão, do PP, é a mais cotada para a vaga


postado em 14/06/2018 13:55 / atualizado em 14/06/2018 16:32

Pacheco visitou Uberlândia nesta quinta-feira e defendeu o protagonismo do Triângulo(foto: Pedro Gontijo)
Pacheco visitou Uberlândia nesta quinta-feira e defendeu o protagonismo do Triângulo (foto: Pedro Gontijo)

O pré-candidato do DEM ao governo de Minas, deputado federal Rodrigo Pacheco, disse na manhã desta quinta-feira (14) que quer alguém do Triângulo Mineiro para compor sua chapa e indicou que o nome do vice-governador pode sair de Uberlândia. O anúncio foi feito durante uma visita à cidade, três dias depois de o senador Antonio Anastasia (PSDB) confirmar o nome do ex-prefeito de Uberaba Marcos Montes para acompanhá-lo na chapa na disputa pelo governo de Minas.

Pacheco defendeu o protagonismo da região e pediu que Uberlândia e o Triângulo mineiro ofereçam nomes para a composição de sua chapa. Embora ele tenha falado em todos os cargos majoritários em disputa, no evento, o nome da ex-secretária da Prefeitura de Uberlândia e presidente do PP, Ana Paula Junqueira, foi colocado pela legenda como possível vice.

Questionado sobre a presença de Ana Paula na chapa, Pacheco disse que precisa ouvir as pessoas do Triângulo. “Isso tem que nascer genuinamente de uma vontade do povo do Triângulo mineiro. A partir do momento que o Triângulo escolher seu representante nós acataremos porque haverá legitimidade”, disse.

Pacheco disse que é um nome excelente “não só pelos predicados dela mas por ser mulher” e defendeu a participação feminina na política de Minas, que “sempre foi muito machista”.

Ana Paula, que é mulher do prefeito Odelmo Leão (PP), disse estar analisando a possibilidade de concorrer a vice. O convite para que ela dispute foi feito pela direção do partido.

O prefeito Odelmo disse que o diretório estadual do PP já definiu pelo apoio a Pacheco. Também aliado de Anastasia, ele disse ter tranquilidade em apoiar o pré-candidato do DEM.

“Todos sabem do apreço que tenho pelo Anastasia, que é um homem que ajudou Uberlândia e sempre esteve presente. Vamos dialogar e achar um caminho e, no caso do PP e da Ana Paula, vamos ouvir a região. A decisão não será nossa, mas em conjunto”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade