Publicidade

Estado de Minas

Justiça determina prisão de José Dirceu por condenação na Lava-Jato

Ex-ministro tem até às 17h desta sexta-feira para se entregar na sede da Polícia Federal em Brasília


postado em 17/05/2018 19:41 / atualizado em 17/05/2018 20:32

(foto: Wikimedia Commons)
(foto: Wikimedia Commons)

O ex-ministro José Dirceu teve o pedido de prisão expedido nesta quinta-feira determinando que ele comece a cumprir a pena de 30 anos e nove meses , pela condenação na Lava-Jato. O ordem foi assinada pela juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal. Dirceu terá que comparecer  à carceragem da Polícia Federal, em Brasília, até às 17h desta sexta-feira.

Dirceu foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro, em 1ª instância, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras.

O ex-ministro teve a pena aumentada pelo Tribunal de 20 anos e 10 meses para 30 anos, 9 meses e 10 dias.

O petista foi preso em agosto de 2015, por ordem de Moro. Em maio de 2017, o ex-ministro foi solto por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF). Dirceu está morando em Brasília e usa tornozeleira eletrônica. 

Por meio do embargo de declaração, a defesa questionava obscuridades nos votos dos desembargadores da Corte de apelação da Operação Lava-Jato.

No mês passado, a 4a Seção do Tribunal Regional Federal já havia negado os embargos infringentes.

A decisão de hoje do TRF-4 também alcança o empreiteiro Gerson de Mello Almada, ex-Engevix, e o lobista Antônio Guimarães Hourneaux de Moura.

Com agência

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade