Publicidade

Estado de Minas

Juíza nega nova prisão de ex-diretor da Dersa

Paulo Vieira de Souza havia sido preso preventivamente, mas foi liberado na semana passada pelo ministro do STF, Gilmar Mendes


postado em 17/05/2018 16:12 / atualizado em 17/05/2018 16:18

(foto: ROBSON FERNANDJES/ESTADAO CONTEUDO SP )
(foto: ROBSON FERNANDJES/ESTADAO CONTEUDO SP )

A juíza Maria Izabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo, negou ao Ministério Público Federal (MPF) pedido de prisão preventiva do ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, apontado como operador do PSDB.

Alvo da Operação Lava-Jato, ele havia sido preso preventivamente em 6 de abril - e foi libertado pelo ministro Gilmar Mendes sexta-feira passada, dia 11. O ministro também concedeu, em outra decisão, habeas corpus para que o interrogatório de Souza que ocorreria na segunda-feira (14) fosse suspenso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade