Publicidade

Estado de Minas

Eduardo Azeredo poderá ser preso após julgamento de recurso ao Tribunal de Justiça

Condenado em agosto do ano passado a 20 anos e 1 mês de prisão por peculato e lavagem de dinheiro, o julgamento do recurso está previsto para o próximo 24 de abril


postado em 13/04/2018 15:30 / atualizado em 13/04/2018 15:46

(foto: (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press))
(foto: (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press))


O Ministério Público de Minas Gerais recomendou ao Tribunal de Justiça a redução da pena do ex-governador Eduardo Azeredo (PSDB) por peculato (desvio de dinheiro) no processo que pode levar à prisão do tucano a partir do próximo dia 24. A diminuição seria em torno de dois a três anos. A solicitação foi feita pela defesa do tucano.

A 5ª Câmara Criminal do TJ vai julgar em 24 de abril um recurso de Azeredo, que já foi condenado pela corte em agosto do ano passado a 20 anos e 1 mês de prisão por peculato e lavagem de dinheiro. O esquema de corrupção, conhecido como mensalão tucano,  financiou a campanha dele à reeleição em 1998.

Seguindo o mesmo entendimento do STF que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à prisão, o ex-governador pode ser preso caso a condenação seja mantida pelo TJ, a segunda instância da Justiça estadual.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade