Publicidade

Estado de Minas

Lula diz que está 'tranquilo' e que não pretende se entregar à PF em Curitiba

Declarações foram feitas ao jornal Folha de S. Paulo, por telefone, no início da manhã desta sexta-feira. Prazo concedido pela Justiça se esgota às 17h de hoje


postado em 06/04/2018 10:03 / atualizado em 06/04/2018 10:20

Lula passou a noite da sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo(foto: Miguel Schincariol/AFP)
Lula passou a noite da sede do Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo (foto: Miguel Schincariol/AFP)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não deverá ir para Curitiba na tarde desta sexta-feira para se entregar à Polícia Federal e iniciar o cumprimento da pena de 12 anos e um mês de prisão no caso do Triplex do Guarujá.

Segundo informou o jornal Folha de S. Paulo, o ex-presidente teria dito por telefone que “estava tranquilo, bem disposto, e que já tinha feito seus exercícios matinais” como faz todos os dias.

No final da tarde de ontem, o juiz federal Sérgio Moro expediu o mandado de prisão do petista e concedeu um prazo até as 17h de hoje para que ele se apresentasse em Curitiba – berço da Operação Lava-Jato.

A defesa do ex-presidente ajuizou um novo pedido de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O recurso entrou no sistema do STJ na manhã de hoje e já está pronto para decisão do ministro Felix Flischer, da 5ª Turma do órgão.

Lula passou a noite no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernando do Campo, ao lado dos filhos, amigos e dirigentes do partido.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade