Publicidade

Estado de Minas

PR quer manter espaço na direção da Caixa, apesar do afastamento de vice indicada

Por recomendação do Ministério Público Federal, quatro vice-presidentes da Caixa, indicados por partidos, foram afastados. Legendas ameaçam boicotar Reforma da Previdência se não mantiverem cargos


postado em 18/01/2018 17:02 / atualizado em 18/01/2018 17:13

O PR quer manter a influência na direção da Caixa, que, por recomendação do Ministério Público Federal,

teve quatro vice-presidentes afastados, indicados pelo PP, PR, PRB e MDB. O líder do PR na Câmara dos Deputados, José Rocha (BA),  disse que o partido vai manter a indicação de Deusdina dos Reis para o cargo de vice-presidente da Caixa Econômica Federal, segunda informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews.

“O partido manterá a indicação se ela sair isenta da apuração”, afirmou o líder.

Segundo o PR, se comprovada a culpa de Deusdina dos Reis, vice indicada pela legenda, o espaço político na vice-presidência do banco continua com o partido, independentemente de o novo Estatuto da Caixa prever a necessidade de aprovação dos novos indicados pelo Conselho de Administração do banco. É só os políticos indicarem alguém de perfil técnico. Tanto faz se a indicação é de um político ou não. O espaço é do partido e entendemos que continua”, disse.

Deusdina dos Reis é suspeita de negociar a liberação de um crédito da Caixa no valor de R$ 200 milhões em troca de um cargo para ela própria na Companhia Energética de Minas Gerais, a CEMIG.

A base de Temer ameaça se rebelar e não votar a Reforma da Previdência se não mantiver as indicações.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade