Publicidade

Estado de Minas

Justiça determina que bilionária pague dívida antes de doar para Lula

Nas redes sociais, Roberta Luchsinger classificou a decisão como "perseguição". Semana passada ela anunciou a doação de R$ 500 mil para Lula. Agora disse que vai dobrar o valor.


postado em 17/08/2017 12:18 / atualizado em 17/08/2017 17:18

(foto: Facebook)
(foto: Facebook)
O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) determinou que a bilionária Roberta Moreira Luchsinger,neta do ex-banqueiro suíço Peter Paul Arnold Luchsinger, morto em julho deste ano, pague uma dívida de R$ 63 mil antes de fazer qualquer doação para Luiz Inácio Lula da Silva.

Na semana passada e
la anunciou a doação de R$ 500 mil para o ex-presidente - que seria feita por meio de dinheiro e objetos de valor - após o bloqueio de bens decretado pelo juiz Sergio Moro depois da condenação de Lula no caso do triplex do Guarujá. 

 

Por determinação da 26ª Vara Cível do TJSP, ela terá que pagar essa dívida, contraída com uma loja de decoração, antes de fazer a doação, caso contrário poderá ser condenada por “fraude à execução”. Na decisão, a Justiça intima ainda a milionária a indicar bens passíveis de penhora no prazo de 10 dias para não ser multada em 20% do valor atualizado da dívida.

"Advirta-se, ainda, que deverá abster-se de qualquer ato de disposição graciosa dos bens até que pague a integralidade da dívida, sob pena de reconhecimento de fraude à execução, com a consequência ineficácia da operação", diz a sentença assinada pelo juiz Felipe Albertini Nani Viaro.

Em sua página no Facebook, Roberta classificou a decisão como “perseguição” e cobrou da Justiça que tenha a mesma postura em relação à Prefeitura de Sâo Paulo. Disse ainda que vai dobrar o valor da doação.

“Acho que a partir de agora, baseado na decisão do juiz que quer me impedir de doar para o Lula, confirmando assim a perseguição contra o presidente, deveria ser proibida qualquer doação a seja quem fosse. A começar pelas empresas que doam ao Dória por exemplo, será que estão todas ok? Será que esse juiz não gostaria de pegar e fazer essa análise?!! Juristas de plantão, o que pode ser feito? Se não pode pra um, não pode pra outro”, postou Roberta, se referindo ao prefeito de São Paulo, João Dória Júnior (PSDB), que está recebendo doações da iniciativa privada para pagar despesas do município.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade