Publicidade

Estado de Minas

Lula vai ganhar R$ 500 mil de herdeira bilionária de banco suíço

Roberta Luchsinger, 32 anos, além de bilionária é também comunista, filiada ao PCdoB, partido aliado ao PT do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva


postado em 11/08/2017 09:26 / atualizado em 11/08/2017 10:22

Roberta Luchsinger, herdeira bilionária faz campanha financeira para arrecadar recursos para Lula(foto: Reprodução/Facebook)
Roberta Luchsinger, herdeira bilionária faz campanha financeira para arrecadar recursos para Lula (foto: Reprodução/Facebook)

Herdeira da família fundadora do Banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger, 32, decidiu bancar um movimento de apoio  financeiro ao ex-presidente Luiz Ináio Lula da Silva.  Lula teve bloqueado  pelo juiz Sérgio Moro em torno de R$ 9 milhões  em planos de previdência.

Roberta disse que fará uma doação a Lula de R$ 500 mil em dinheiro, joias e objetos de valor.

Um cheque ao portador,  de 28 mil francos suícos (em torno de  R$ 91 mil), a última mesada que recebeu do avô, o suíco Peter Paul Arnold Luchsinger , morto aos 92 anos, em junho passado, fará parte da caixinha que Roberta pretende doar ao ex-presidente.

A doação deverá contar com ato público, em data ainda a ser divulgada pela assessoria de Lula.

Herdeira e comunista

Roberta Luchsinger é filiada ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB) desde 2009, quando se casou com o ex-delegado da Polícia e ex-deputado Protógenes Queiroz, também filiado ao PCdoB.

Protógenes vive hoje na Suíça, após pedir asilo político, para escapar de prisão por violar sigilos da Operação  Satiagraha, que investigou crimes financeiros atribuídos ao banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity.

Roberta se divorciu de Protógenes há quase três anos, em outubro. Em entrevista a uma revista de circulação nacional, ela justificou o divórcio afirmando que foi traída "até dizer chega".

 

A bilionária famosa mora em São Paulo e  tem reiterado que pretende concorrer a uma cadeira na Câmara dos Deputados, nas eleições de 2018.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade