Publicidade

Estado de Minas

Prefeito da Grande BH é preso sob acusação de pedofilia

José Antônio Trindade, eleito para comandar Baldim, teria trocado mensagens pornográficas com adolescente usando telefone celular da prefeitura


postado em 24/07/2017 16:09 / atualizado em 24/07/2017 16:54

José Antônio, o Zito, foi eleito com 2.459 votos, o equivalente a 43,51% dos válidos(foto: Prefeitura de Baldim/Divulgação)
José Antônio, o Zito, foi eleito com 2.459 votos, o equivalente a 43,51% dos válidos (foto: Prefeitura de Baldim/Divulgação)
O prefeito de Baldim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, José Antônio Trindade (PT), foi preso na manhã desta segunda-feira, em casa. O político de 58 anos é acusado de uso indevido de bem público e pedofilia.

Em representação protocolada na semana passada, o Ministério Público acusa o prefeito de ter trocado mensagens de cunho pornográfico com um adolescente de 16 anos, utilizando, inclusive, aparelho celular de propriedade da prefeitura.

A Polícia Civil não passou outros detalhes sobre o caso sob a justificativa de não atrapalhar as investigações. De acordo com a corporação, foram realizadas buscas na casa e no gabinete do prefeito e apreendidos documentos, computadores e telefones celulares.

A prisão do prefeito foi pedida pelo MP, por meio da Procuradoria de Justiça de Combate aos Crimes Praticados por Agentes Políticos Municipais, a partir de investigações preliminares e depoimento do adolescente assediado. A prisão preventiva foi autorizada pelo Tribunal de Justiça.

O vice-prefeito, Alex Martins (PT), assumiu o cargo nesta segunda-feira. O Departamento Jurídico da Prefeitura informou que, pelo menos por enquanto, ninguém não vai se pronunciar sobre o assunto. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade