Publicidade

Estado de Minas

Preso em Minas ex-prefeito piauiense acusado de pedofilia

Geraldo Eustáquio Machado, que foi administrador de Sebastião de Barros (PI), estava foragido desde maio do ano passado


postado em 11/05/2016 23:27 / atualizado em 11/05/2016 23:49

Um ex-prefeito do município de Sebastião de Barros (PI), foragido da Justiça, foi preso por policiais civis de Minas e do Piauí em Unaí, Noroeste de Minas, na tarde desta quarta-feira. Geraldo Eustáquio Machado, o “Geraldo Mineiro”, estava escondido em uma fazenda na zona rural da cidade, que fica a 600 quilômetros de Belo Horizonte. Ele é acusado de molestar uma menina, que tinha 8 anos à época dos fatos e fazia tratamento médico para se livrar de uma leucemia.

Machado era procurado desde 8 de maio do ano passado, quando o Tribunal de Justiça do Piauí confirmou a pena de oito anos em regime semiaberto pelo crime e também decretou sua prisão. A condenação de Geraldo Machado em primeira instância ocorreu em maio de 2011, quando ele exercia seu segundo mandato à frente da Prefeitura de Sebastião de Barros.

Em 2009, o caso do prefeito Geraldo Machado ganhou notoriedade nacional, depois que foi convocado para prestar esclarecimento na Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia, no Senado Federal. O político manteve silêncio, amparado por liminar do Supremo Tribunal Federal (STF). Em 30 de setembro daquele ano, passou por acareação com os pais da menina, mas negou todas as acusações, dizendo-se vítima de armação política.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade