Publicidade

Estado de Minas

Presidiários vão trabalhar na Cidade Administrativa

Programa que será lançado nesta segunda-feira pelo governo estadual prevê a contratação de 50 detentos que estão em regime semi-aberto


postado em 19/03/2017 16:35

(foto: Euler Júnior/EM/D.A Press)
(foto: Euler Júnior/EM/D.A Press)

Presidiários mineiros vão trabalhar na Cidade Administrativa – sede do governo estadual. Nesta segunda-feira será lançado o programa reIntegra C.A., que tem o objetivo de auxiliar homens e mulheres a retornar ao convívio social por meio de prestação de serviços nas secretarias estaduais.

O projeto foi criado pelo Decreto 47.025/16 e o piloto terá participação de 50 detentos que cumprem pena em regime semiaberto e têm autorização judicial para trabalhar durante o dia.

A escolha se deu por meio de entrevistas com psicólogos, assistentes sociais e servidores da administração.

Eles vão trabalhar em 19 secretarias e as vagas foram distribuídas de acordo com a experiência profissional, tempo de execução da pena, perfil criminológico e habilidades.

O salário será equivalente a 75% do salário mínimo, ou R$ 702,75. Do total, 25% vai voltar para o estado, 25% vai para a conta pecúlio (podendo ser sacado no final do cumprimento da pena) e 50% será para assistência familiar e despesas pessoais.

Os trabalhadores receberão ainda um cartão para custear o transporte e R$ 15 diários para a alimentação.

Todos terão a ajuda de servidores voluntários, uma espécie de “padrinho” para ajudá-los no cumprimento de suas tarefas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade